A 17ª Nacional da Raça Sindi foi realizada durante a 78ª edição da Exposição Nordestina de Animais e Produtos Derivados, no Recife/PE.
A mostra reuniu cerca de 150 animais para a pista de julgamento, torneio leiteiro e o 1º Leilão Sindi FTI, de Marcelo Tavares de Melo & Convidados. A raça foi a mais representativa da Nordestina e a que gerou maior movimentação de público e os maiores investimentos.
Criadores de todo o país estiveram no Parque do Cordeiro para prestigiar a programação da raça Sindi. Entre eles, marcaram presença, o presidente da Associação Brasileira dos Criadores de Zebu (ABCZ), Arnaldo Manuel de Souza Machado Borges, Ronaldo Andrade Bichuette, Adaldio Castilho Filho e Manassés Rodrigues de Melo, presidente e vices da ABCSindi, bem como representantes da ANORC (Associação Norteriograndense de Criadores), do Núcleo dos Criadores de Sindi do Rio Grande do Norte e de importantes plantéis da Bahia, Paraíba, Ceará, Pernambuco, Distrito Federal, Goiás, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais e São Paulo.
O jurado Marcio Diniz foi o responsável por definir os melhores animais entre um grupo de 108 inscritos e ele elogiou o nível de evolução genética do rebanho. “Eu estive no Recife há algum tempo. O gado está muito melhor atualmente e apresenta muitas qualidades. Nós conhecemos a realidade do Nordeste e as diferenças da criação principalmente pelas restrições em períodos prolongados de estiagem. Fiquei muito bem impressionado com a estrutura e as características que destacam a dupla aptidão da raça. É essencial que os criadores entendam e busquem para cada região o tipo que seja mais adequado para cada sistema de produção”, ponderou Diniz.
O presidente da ABCZ também comentou sobre a qualidade do Sindi na pista do Recife. “Os animais são muito produtivos e de muita caracterização racial. O Sindi é um trunfo para o cruzamento em termos de adaptação. Não apenas em regiões quentes e secas, mas eles também têm rusticidade para se manter bem, com vigor e em condições confortáveis para reprodução em regiões temperadas e subtropicais. Nós temos notícia do sucesso do Sindi até no Rio Grande do Sul”, afirmou.

Leilão

O 1º Leilão Sindi FTI, de Marcelo Tavares de Melo & Convidados, ofertou 33 lotes da seleção FTI e dos convidados Fazenda Bom Jesus, Sindi Pé da Serra, Sindi Montana, Sindi Cerrado, Sindi FG, Sindi OT, Agropecuária J França, Fazenda Asa Branca, Sindi P e Sindi Carrapicho.
Antes de iniciar as vendas foram entregues as premiações do torneio leiteiro e três homenagens especiais. O promotor do evento passou para as mãos de Ronaldo Bichuette, Adaldio Castilho e Álvaro Borba placas da Fazenda Três Irmãos com dizeres de agradecimento por serviços prestados à raça Sindi.
Já sob o comando do Leiloeiro Guillermo Sanchez desfilaram no tatersal touros, garrotes, doadoras, novilhas e bezerras. No telão grandes matrizes foram exibidas para a venda de prenhezes e aspirações. Pacotes de sêmen também foram confirmados durante todo o certame. A média geral do remate ficou em R$ 16.000,00 e o faturamento chegou a R$ 568.000,00 posicionando o leilão entre os melhores do ano já na sua estreia. “Eu me sinto muito gratificado por poder realizar esse leilão e por ter conseguido trazer tanta gente para resgatar, com o Sindi, a tradição dos leilões e da exposição do Recife. Nós temos pouco mais de cinco anos de fundação do plantel Sindi na Fazenda Três Irmãos e os resultados positivos servem de estímulo para continuarmos focados e dedicados ao trabalho de seleção e melhoramento genético da raça. Agradeço aos apoiadores da ABCSindi, Sociedade Nordestina de Criadores, aos criadores que trouxeram o gado, à minha família e à equipe FTI”, disse Marcelo Tavares de Melo no encerramento do leilão.
E mais uma boa notícia do evento pernambucano foi a entrada de dez novos criadores na raça. “São nossos novos embaixadores do Sindi e com certeza nossos novos amigos. Notamos a adesão de investidores em pecuária, de criadores que estão começando na atividade e, também selecionadores renomados de outras raças. Eu fico feliz e empolgado de ver como o Sindi tem despertado interesse no mercado. Além dos talentos naturais da raça, isso também é mérito do trabalho de promoção e marketing desenvolvido pela nossa Associação”, contou Ronaldo Bichuette, presidente da ABCSindi.


ARQUIVOS RELACIONADOS:

Sucesso do 2º Leilão Castilho e OT

Por Márcia Benevenuto
Leilão Sindi Castilho & OT faturou alto na 87ª ExpoZebuAs negociações da noite de vendas promovida por Adaldio Cast...

Sindi em pista na ExpoZebu 2022

Por Márcia Benevenuto
A raça Sindi foi a terceira com maior número de inscrições na ExpoZebu 2022Ao todo foram inscritos 208 animais. As 142 ...

Touros Camparino foram disputados

Por Márcia Benevenuto
No domingo (20/03), o tradicional criatório de José Humberto Vilela Martins ofertou a melhor genética da safra anual de ...

Porangaba, a Capital Nacional do Sindi

Por Márcia Benevenuto
O 4º Leilão Sindi da Porangaba, do criador Felipe Curi, foi realizado na centenária Fazenda Santana da Porangaba, no mun...

Sindi abre leilões com demanda forte

Por Márcia Benevenuto
Sindi abre vendas com genética pesada e valorização 
Na foto Adaldio Castilho, dono do lote mais valorizado, obse...

Sindi se destaca no mercado de sêmen

Por Márcia Benevenuto
No balanço anual do terceiro trimestre, a raça aparece entre as TOP 10 do corte, com mais de 100% de evolução frente ao...
VER MAIS NOTÍCIAS