A arrancada do Sindi


A raça que cresce de forma sólida e constante chega ao seu melhor momento com eventos e demanda aquecidos

Tradicionalmente o segundo semestre do ano é um tempo agitado para a raça Sindi. Os eventos concentrados na região Nordeste sempre atraíram o público de todo o Brasil para a Paraíba e o Rio Grande do Norte, mas com a expansão do plantel e a adesão de muitos novos criadores os encontros, exposições, eventos técnicos e comerciais que destacam a genética do gado vermelho em nível nacional estão sendo pulverizados por quase todo o território nacional.
O Mato Grosso do Sul tem como um dos protagonistas o rebanho OT no município de Três Lagoas, MS. O 2º Leilão do criador Ângelo Mário Tibery foi um dos mais anotados da temporada pela qualidade e quantidade de lotes disponibilizados. “Ofertamos 107 lotes de animais PO e de ½ sangue Jersey de nossa propriedade e de convidados. Tivemos recinto cheio e muita procura pelo canal. Vivemos um grande momento dessa raça de dupla aptidão que considero excepcional e isso se dá pelas qualidades zootécnicas selecionadas, melhoradas e fixadas no Sindi”, declara o criador.
Outro evento muito comentado e concorrido foi o da Liquidação Sindi 42, de Cícero de Souza na capital do estado, Campo Grande. Com faturamento perto de R$ 3 milhões e o recorde de valorização registrado na venda do lote da Jangada AJCF e seus clones, arrematado em 50% por Jairo Queiróz Jorge pelo valor de R$ 225 mil, o leilão entrou para a história da raça. “Dr. Jairo é dono do Sindi das Acácias, também de Três Lagoas e ele foi um dos 57 compradores de diversos estados. Além desse volume considerável, percebemos a adesão de novos criadores em todos os remates da raça. Tem muito criador novo e também muito criador tradicional de outras raças que se encanta e se rende as qualidades do Sindi”, conta o assessor pecuário, Geraldo Carvalho Neto.

Dias de Campo – Na última semana de julho a Fazenda Carnaúba, no município de Taperoá, na Paraíba realizou a 7ª edição do “Dia D” com mais de 8 mil pessoas em um grande evento técnico, cultural e comercial do Semiárido Nordestino. A presença do presidente da ABCSindi e vice da ABCZ, Ronaldo Bichuette, representando Arnaldo Manuel de Souza Machado Borges abrilhantou a participação na mostra de quase 2.500 animais Sindi, além de outras raças bovinas e de pequenos ruminantes preservados por Manelito Dantas e os filhos. Os visitantes também conheceram a produção do laticínio Grupiara que processa 20 mil litros e tem queijos de leite de Sindi, Guzerá e cabras, premiados no Mondial du Fromage da França.
No mesmo clima e no mesmo idioma o clã Pompeu Borba não ficou atrás com o lançamento do “Genética P”. A Fazenda Riacho do Navio recebeu em alto nível para a sequência de dois dias de palestras técnicas com especialistas de empresas, entidades e institutos de pesquisa, confraternização e comercialização de alta genética Sindi, Pêga, Quarto de Milha e Dorper. A programação foi organizada com muito critério pelos irmãos Álvaro, Sérgio e Flávio Borba. “Além de transferir conhecimento técnico e disseminar informações atuais sobre questões importantes da pecuária de corte e leiteira da nossa região, procuramos oferecer no Genética P, um pouco da nossa cultura e produtos regionais em um ambiente propício ao intercâmbio e confraternização dos nossos convidados. Ficamos muito satisfeitos com o êxito do evento, principalmente por conta da adesão dos amigos”, diz Álvaro Borba.

Pró-Genética – A estreia da raça Sindi na feira de Presidente Olegário, MG, foi um sucesso. O técnico da ABCZ, Rafael Oliveira Rezende, conta que a procura por tourinhos entre os pequenos produtores é constante. “Quase todas as feiras que organizamos na ABCZ pelo Pró-Genética registram demanda para o Sindi. Esperamos uma adesão maior por parte dos selecionadores da raça. Tenho certeza que sempre vamos comemorar resultados, como aconteceu nessa etapa. A Fazenda Bom Jesus foi com cinco animais e teve 100% de liquidez. O interesse é grande, o pessoal vem perguntar da raça e gosta demais”, diz o zootecnista.

ExpoGenética – Na 12ª edição da maior mostra mundial de animais avaliados por programas de melhoramento genético de raças zebuínas o Sindi participa com matrizes de três criatórios no Concurso Leiteiro de Fazenda, grandes raçadores contratados por centrais de coleta e processamento de sêmen em seus pavilhões e portifólios. O maior destaque da raça é mérito da adesão dos criadores ao PNAT que quadruplicou a presença da raça Sindi em um ano. O Programa Nacional de Avaliação de Touros Jovens recebeu 12 touros para o Teste de Desempenho e Eficência Alimentar. Os animais são crioulos de Adaldio Castilho do Sindi Castilho, de Helena Leonal Curi da Fazenda Porangaba, de Juliano Almeida e Silva do Sindi Cerrado, de Marcos Rodrigues da Cunha do Sindi Raja, de Eduardo Tamer do Sindi TAM Luarão e de José Maria dos Anjos do Sindi Pé de Serra. Depois da eleição dos melhores da bateria 2019 os animais podem integrar a ordem de entrada do Leilão Touros PNAT.


Nacional da Raça Sindi está aberta!

Teve início nesta sexta-feira (15), a 78ª edição da Exposição Nordestina de Animais e Produtos Derivados, no Parque de Exposiçõ...

Feira de Touros Pró-Genética - Touros Sindi PO

Cerca de 20 tourinhos Sindi serão ofertados na feira. Os eventos chancelados pelo programa oficial só podem comercializar reprodu...

Leilão Sindi Estrelas

O Leilão Sindi Estrelas é o mais antigo e tradicional evento comercial exclusivo da raça, realizado ininterruptamente desde 2002. ...

NOSSOS PARCEIROS