Título: Sindi, uma opção para a pecuária eficiente 
Linha fina: Sindi surpreende pela qualidade na produção de genética, carne ou leite e é oportunidade no mercado pecuário
Autor: Márcia Benevenuto
 
A formação do rebanho Sindi de Ronaldo Bichuette já tem mais de uma década, na Fazenda Bom Jesus da Lapa, em Veríssimo (MG), microrregião de Uberaba.
“Eu me interessei pela raça Sindi quando ainda era menino. Meu pai tinha propriedades de recria e engorda no Triângulo Mineiro e meio século atrás era bem complicado garimpar lotes e vinha gado de todo lugar. A gente percebia que os animais de cruza Sindi se desenvolviam de forma diferente e no abate eram os que mais impressionavam”, conta o criador.
A base do Sindi da Bom Jesus foi estruturada com a aquisição de novilhas da linhagem AJCF, de Adaldio Castilho, de Novo Horizonte, SP e depois diversificada com a entrada de genética de matriarcas e raçadores dos troncos do Nordeste.
O foco da seleção estabelecido em caracterização racial e todo o pacote de vantagens do Sindi que tem dupla aptidão e contempla rusticidade, precocidade, eficiência, desempenho superior, qualidade de carcaça, habilidade materna e ótimo ganho de peso rendeu títulos e reconhecimentos. A Fazenda Bom Jesus da Lapa conquistou título de Melhor Expositor na ExpoZebu 2013 e, já teve a vaca Aroeira JNB como Grande Campeã do Torneio Leiteiro da mostra, no ano de 2015, com produção total de 98,18 litros e média de 32,73 litros/dia. Na mesma exposição Urtiga P, que integrava o plantel sagrou-se Matriz Modelo na pista de julgamento Torres Homem Rodrigues da Cunha.     
“O Sindi se defende. É uma raça pouco exigente e que dá resultado na fazenda. Na pecuária de seleção ou nas atividades de cruzamento, com gado leiteiro ou de corte, a raça tem muito a contribuir em qualidade. Atualmente também há um trabalho forte na genotipagem para a formação de rebanhos leiteiros A2”, explica Bichuette.
O momento de redirecionamento do trabalho de melhoramento no Sindi da Bom Jesus, com exploração intensiva de FIV em um time restrito de doadoras, possibilitou a oferta de um excedente de alta qualidade genética para o mercado. No dia 10 de maio serão disponibilizadas ao mercado 90 matrizes da reserva do plantel. “Esse será um leilão comprometido com a qualidade, onde a reserva especial da Fazenda Bom Jesus estará disponível para os que pretendem entrar na raça ou encorpar o plantel com animais destacados. Essas matrizes do remate representam o topo de um rebanho formado a partir dos principais troncos genéticos do Sindi nacional, primando pela fertilidade, funcionalidade e desempenho superior, sob rigorosos critérios de seleção”, destaca o assessor pecuário Arthur Abdon Targino.
O leilão Virtual Reserva da Bom Jesus será transmitido pelo Canal Rural, no dia 10 de maio, as 21h. Os interessados poderão ver e anotar os animais no dia 02 de maio, durante a ExpoZebu. A organização do evento é da Programa Leilões.